Blog

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: QUAL A MELHOR FORMA DE CONTRATAR PROFISSIONAIS?

A Gestão de Pessoas está diretamente ligada à capacidade de criar estratégias de recrutamento e seleção, desenvolver talentos, treinar equipes e conduzir avaliações na busca de profissionais que atendam as competências do mercado.

A área de Gestão de Pessoas vem ganhando espaço e mostrando que nos dias de hoje o grande diferencial no resultado final é o profissional. A função do departamento de recursos humanos está mudando com evolução do mundo. Antes, o RH era visto como um setor burocrático, era responsável pela folha de pagamento e pela admissão e demissão de funcionários. Hoje, por sua vez, a funcionalidade do RH está diretamente ligada à capacidade de criar estratégias de recrutamento e seleção, desenvolver talentos, treinar equipes e conduzir
avaliações na busca de profissionais que atendam as competências do mercado.
A gestão de pessoas é um dos grandes desafios atuais das organizações de todos os portes e por isso, as empresas têm valorizado esse setor. Atualmente, o mercado de trabalho precisa de pessoas comprometidas com as suas atividades, pois o cenário mundial está em constante mudança como a globalização, a revolução tecnológica e a complexidade das estruturas organizacionais.
Uma das preocupações frequentes nas empresas é como fazer um processo de recrutamento e seleção eficiente e assertivo. Isso é muito pertinente, pois quanto melhor for esta captação e avaliação de candidatos, melhores também serão os resultados da empresa em médio, curto e longo prazo. O recrutamento e seleção de futuros funcionários para uma empresa é um processo que merece bastante atenção e cuidado do gestor. Saber escolher a pessoa certa para trabalhar e ocupar um cargo na empresa acaba sendo uma tarefa um tanto complicada se não for bem-feita. Afinal, o empresário precisa evitar futuros problemas e também, investir em profissionais que farão toda a diferença dentro da organização.
Há mais de oito anos em Mato Grosso a empresa Gente em Foco é especializada em consultoria empresarial e gestão de pessoas, oferecendo serviços de consultoria de um modo geral que podem ser avaliados como recursos eficazes e decisivos, com foco no desempenho e na produtividade das empresas, além de orientar táticas, estratégicas e planos de ações, procurando sempre inovar e agregar mais valor aos seus produtos oferecidos ao mercado.
O diretor da empresa, Paulo Slobodzian falou sobre quais a melhores técnicas na hora realizar um processo de recrutamento e seleção. “A primeira coisa a se fazer quando se inicia um processo de recrutamento e seleção, é conhecer minuciosamente a empresa e o cargo disponível, a fim de selecionar o melhor perfil para a vaga. Na Gente em Foco o recrutamento e seleção por competência é a “cereja do bolo”. Porque competência é o comportamento do candidato e, é isso quem vai trazer acerto para um processo de seleção. As competências são um conjunto de conhecimentos, habilidades e características pessoais de um profissional que, quando aplicados adequadamente, pressupõem um desempenho superior através dos comportamentos demonstrados. Eu vejo muitas empresas que erram na hora de contratar profissionais, porque elas vão só pelas informações curriculares, quando o correto é analisar a pessoa também, conhecer o perfil desse candidato é essencial para garantir sucesso”, comenta Paulo.
Para recrutar e selecionar pessoas, é importante definir o que é recrutamento e o que é seleção, pois são duas coisas diferentes. Recrutar profissionais é buscar no mercado candidatos com qualificação ou com potencial para ocupar uma vaga em aberto. Já selecionar é a análise dos candidatos e a escolha dos que apresentam as melhores condições, dentro do perfil e das competências definidas, para ocupar a vaga.
“Em primeiro lugar o recrutador tem que entender quem é essa pessoa que empresa procura e identificar quais são as verdadeiras necessidades dela, e que tipo de profissional ela procura para ocupar a vaga, qual a função que ela vai exercer. A partir daí deve-se começar a desenhar o perfil do candidato e, o que ele precisa de conhecimento e qualificação para ocupar aquele cargo. Tendo essa análise a gente dá início ao processo de recrutamento e seleção. São detalhes simples, mas que trazem assertividade na hora de selecionar o profissional para os nossos clientes. Uma curiosidade nos processos de recrutamento e seleção da Gente em Foco é que, na maioria das vezes, as empresas abrem apenas uma vaga e de tão cuidadoso e assertivo que é nosso processo, acabam por contratar dois ou mais profissionais, em vez de um profissional como foi solicitado inicialmente. As empresas não deixam de contratar quando o perfil pessoal e profissional estão perfeitamente alinhados com os objetivos da empresa”, explica Paulo. Um processo de recrutamento e seleção assertivo é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Uma equipe comprometida e responsável eleva os lucros e reduz a rotatividade de colaboradores no grupo. “As empresas têm que ter consciência de que um bom processo de recrutamento e seleção, vai trazer além de tudo uma redução de custos de diversas formas”, comenta o diretor.
Para o diretor existem dois pontos cruciais que as organizações têm que adotar para garantir sucesso. O primeiro é preciso ter um processo de recrutamento e seleção adequado e seguro. O segundo é a qualificação do profissional, que além de ter competências para
a vaga tem que se manter sempre atualizado e qualificado com treinamento contínuo. “Essas duas áreas são delicadas, eu sempre oriento as empresas para que busquem profissionais especializados. Recrutamento e seleção e treinamento têm que vir de fora da empresa, tem que ser feito por pessoas especializadas, aptas com total domínio em gestão de pessoas”. O diretor cita também que é preciso ficar atento quanto as informações que estão nos currículos.
As empresas visam além da sobrevivência, o crescimento, a produtividade, redução de custos, qualidade, participação no mercado, cliente e aumento nos lucros. Já os funcionários esperam receber bons salários, melhores benefícios, segurança no trabalho, satisfação, respeito, oportunidade de crescimento e reconhecimento, são esses os fatores que devem trabalhar sempre juntos, um precisa do outro.
“É importante que as empresas e os profissionais percebam quais as necessidades de ambos para que se obtenha sucesso. Quando se tem um profissional alinhado com os objetivos da empresa a tendência é crescimento e desenvolvimento. Para o profissional a
remuneração é importante, mas não é tudo. Atualmente, a oportunidade de desenvolvimento, reconhecimento e de adquirir conhecimento são mais valorizadas. O colaborador necessita desses quesitos para aumentar sua performance. As empresas precisam entender que desenvolvimento profissional é uma das formas mais eficientes de reter talentos. Se a organização estimula a capacidade do profissional, gera valor e faz com que o funcionário tenha um desempenho melhor e trabalhe mais estimulado”, comenta Paulo.
Outro ponto importante que Paulo destaca, é que as empresas tenham ou desenvolvam líderes competentes e que gostem de lidar com pessoas. Segundo ele, o gestor precisa ter habilidade de liderança para conquistar seguidores e parceiros, ele deve conhecer quem é cada membro de sua equipe e os fatores que motivam cada um a se comprometer com os objetivos da organização. As empresas devem exigir dos líderes o gerenciamento das suas equipes para proporcionar desenvolvimento pleno da organização, fidelização e retenção da equipe, evitando assim, o tão temido e prejudicial turn over (rotatividade de profissionais).

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios